sexta-feira, 10 de agosto de 2018

QUEM É SEU PAI?


Talvez não é o homem que você sonhou e talvez você nunca o viu, com uma possibilidade enorme de você nunca o conhecer. Além disso, quem disse que você quer conhece-lo?  Quem sabe nunca te disseram dele e antes de você nascer ele já tinha morrido e só restaram as suas imaginações. Pode ser que ele te decepcione sempre e você sinta muita vergonha dele. Pode acontecer dele ser alcoolista e de você sofrer muito por isso. Ele nunca te colocou no colo, nunca deu um abraço, nunca cantou parabéns e cortou um bolo simples, daqueles feitos em casa. Eu sei, você queria não era o bolo, era o carinho.

É possível que ele tenha abandonado sua mãe, seus irmãos, sua casa e vocês tiveram que refazer a vida sem ele por perto. E somente agora, você entende, que isso foi bom sabia?! Pode ser que ele que cuidou se você, fez a mamadeira, trocou as fraldas e levou para tomar as vacinas, porque vocês é foram abandonados. Pode ter acontecido, de você ter conhecido ele já adulto e não ter sentido nenhuma emoção com isso. Se foi assim, não se culpe, você não é obrigado a amá-lo. Quem sabe, você o vê com frequência e nem sabe que vocês possuem algum laço afetivo além de serem apenas conhecidos. Pode ser que ele esteja preso e isso te mata aos poucos.

Há uma possibilidade enorme, dele ser a apresentação de sua mãe a você, e sabe, isso vem dando muito certo, tanto que você já gosta muito dele. Outra possibilidade, é dele ser, aquele que você considera muito, embora vocês dois não tenham nenhum laço biológico e nem morem juntos. Tudo bem, vocês se acharam pelo caminho. Pode até ser, que os seus irmãos, foi ele que te apresentou. Ainda há uma possibilidade, de na tua casa, terem dois e ter muita felicidade neste lar.

Pode ser também, que ele acompanhou sua mãe durante a gestação e quando você nasceu e abriu os olhos lá estava ele sobre você. Quem sabe ele te mimou, te encheu de presentes, te levou na escola, no dentista, te ensinou a andar de bicicleta, soltou pipa com você ou ajudou a pentear o cabelo das bonecas. Pode até ser que você tenha Junior no nome. Ele pode ser seu herói, mas, pode ser o seu bandido.

Quem sabe, quando você passou no vestibular ele estava junto, quando você entrou na igreja, ele foi seu par até o altar ou ainda, no dia da formatura você entregou o capelo a ele. É possível também que quando você mais precisou, ele não estava e aquele conselho que iria te salvar, foi o google que te deu. Será se ele é teu exemplo a ser seguido ou será se, o que te ajudou, foi não ter seguido os passos dele? Você talvez sofre porque ele não estudou e hoje tem algumas dificuldades decorrentes disso. Por outro lado, quem sabe, você agradece, porque ele te proporcionou outra realidade.

Pode ser que ele, esteja te dando muito trabalho, pois sua memória, agilidade e raciocínio estão morrendo e você quer tanto que seu filho conheça ele. Será se vai dar tempo? Quem sabe você está muito feliz em dar a ele um conforto a mais, ou não, por tudo que ele fez, é melhor não dividir o que é seu com ele. Tudo bem, eu compreendo sua história: ele não faz parte dela.  Pode ser que tudo o que você conquistou até agora, era para ele, pois era isso que ele sonhava. Quem sabe, agora, você só queria ler isso junto com ele, mas ele não está do seu lado.

Provavelmente, você tenha a consciência, que a sua estrada é a mesma dele, só que você está chegando e ele está indo. Há uma possibilidade, de vir a tua memória, a trágica notícia, o choro, o dia do velório e o sepultamento. Mas é possível, também, que você esteja se perguntando: como será esse momento? 


Paulo Veras é psicólogo clínico e organizacional, psicanalista, pedagogo, escreve e faz palestras, especialista em educação especial e inclusiva, especialista em docência do ensino superior e professor universitário em Goiânia-GO.

Nenhum comentário:

SE TE APAGA, NÃO TE APEGA

Com o tempo vamos conseguindo nos desapegar. É um exercício quase que diário e que requer uma boa dose de consciência. Quando temos a...