segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

QUE NATAL É ESSE?


Tudo de novo. Luzes, cantos, presentes e árvores de natal para todos os gostos e modelos. Em todos os lugares que já vi no natal desse ano aqui em Goiânia, em nenhum deles aparece a figura de Jesus. É o aniversário, onde o aniversariante não comparece.

Em todos, o papai noel rouba a cena. Somente ele comparece e as pessoas nem notam que nessa festa, falta a figura principal. Ninguém aplaude, ninguém questiona ou sequer lamenta. Como que esquecido, a festa prossegue com muita luz, muitas fotografias e risos. Junto com ele, ursos, duendes, fadas, castelos... nada real.

Tal qual no seu nascimento, assim continua: Ninguém o valoriza. Quase ninguém lhe da uma casa. Um repouso, uma morada. Isso-se dá, talvez, porque uma festa somente com ele, não atrairia tantas pessoas às lojas, shoppings e praças. Ele nunca foi uma figura comercial e por certo não seria fácil encontrar convidados dispostos a ir no seu aniversário.

Esse velhinho substituto, veio e ficou de vez na festa alheia. As crianças desde cedo são ensinadas a darem mais valor a ele, do que ao Jesus. Ainda bem pequenas, elas querem ver e tirar fotos com ele, mas Jesus, geralmente crescem sem saber quem é ao certo. O velhote desce pela chaminé, anda de trenó e aparece na noite do seu aniversário, se alguém deixar um sapato na janela.

Como troca pela falsa história, criam-se substituições. Aliás, essa já é uma substituição pela história verdadeira. Desde criança, somos orientados a crer numa mentira. Trocaram a data do seu aniversário, trocaram o aniversariante, trocaram o sentido da festa e até o ar de paz, amizade, solidariedade entre os homens foi trocado. É como se, fazer o bem, amar o outro, dar presentes, cestas, cobertor, respeito, fosse necessário apenas em dezembro.

Que natal é esse?

Ainda ouço o aniversariante dizer: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo” (Ap. 3.20)

Paulo Veras é psicólogo clínico e organizacional e professor universitário em Goiânia-GO

18 comentários:

Paulo Braccini disse...

é amigo, assim caminha a humanidade, e ainda reclamam da violência, das guerras, da corrupção, da miséria, da fome, da falta de emprego, da falta de segurança, dos problemas na saúde pública, enfim ... perdeu-se o norte, perderam-se os valores, perdeu-se a dignidade, perdeu-se o sentido da vida.

mas quem sabe um dia ....

bjux querido

;-)

Paulo Braccini disse...

é amigo, assim caminha a humanidade, e ainda reclamam da violência, das guerras, da corrupção, da miséria, da fome, da falta de emprego, da falta de segurança, dos problemas na saúde pública, enfim ... perdeu-se o norte, perderam-se os valores, perdeu-se a dignidade, perdeu-se o sentido da vida.

mas quem sabe um dia ....

bjux querido

;-)

EDUARDO POISL disse...

Comcordo com tudo mais viver sem o espirito de natal não seria bem pior?

"Ama e faz o que quiseres.
Se calares, calarás com amor;
se gritares, gritarás com amor;
se corrigires, corrigirás com amor;
se perdoares,perdoarás com amor.
Se tiveres o amor enraizado em ti,
nenhuma coisa senão
o amor serão os teusfrutos."

(Santo Agostinho)

Desejo uma linda semana com muito amor, paz e carinho.
Abraços com todo meu carinho.

DoUgLaS BaRrAqUi disse...

Ola meu caro amigo Paulo,

parabéns pela postagem... eu estava pensando em escrever o quanto o natal incorporou o espírito capitalista do individualismo e do consumismo... mas você o fez com maestreza e demonstrando a verdadeira faceta natalina...

Um grande abraço ao amigo
muitas alegrias em decorrencioa do sucesso p/ todos nós!

desejo a ti um, em meu mais novo conceito, "feliz natalismo"

Jay e Alê disse...

É isso amigo, voltou contundente ein? anda meio sumido.
Mas enfim, como disso o Paulo inverte-se o valores e o resultado não pode ser outro. Mas mantenham a esperança, Afinal Ele disse que tudo há de passar, menos as Suas palavras.
Abraço nosso com carinho e saudade.

Athila Goyaz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dand disse...

Um vez eu ouvi uma histórinha:

Papai Noel é o capetinha...Não é atoa que sua veste é vermelha...Rsrs.

E rouba os filhinhos de Papai do céu subornando-os com presentinhos...

Na data do nascimento de Papai do céu pra fazê-los esquecer que papai do céu existe.

Lembrei dessa histórinha agora, lendo seu post.

Um grande abraço, e pretendo escrever um livro sim hehe.. Vai ser um arraso.. até farei uma novela...junto com um autor famoso.. Depois revelarei o nome do autor.. hehe ele já me fez o convite.


abraços

Giovani Pasini disse...

Adorei a profundidade do seu texto. Parabéns pela forma como conduz a sua escrita.
A partir de hoje acompanharei o seu blog e desde já sou o seguidor.

Grande abraço
Obrigado por visitar o meu blog.

Júnia L. disse...

Obrigada pela visita,

Ainda esta semana estarei fazendo mais uma postagem sobre Sinatra.
Espero que volte mais vezes no Vintage a casa é sua.
Gostei muito do seu estilo de escrever, bem interessante.

Abraços

Lucad disse...

Eu já gostei de datas, hoje algumas me trazem apenas azedas recordações.

Natal lembra a família reunida, lembra a mesa farta, lembra o filme ESQUECERAM DE MIM, lembra a correria dos presentes e a troca deles.

Acho que não perdemos a essência do natal, pois no fundo (bem la no fundo) nunca existiu o natal que queremos. Natal é sonhos... melhor não acorda-lo.

Caio Lima disse...

Cara
adorei seu texto
assim, tipo, nada contra a lenda do papai noel e talz

o problema está no fato das pessoas esquecerem o verdadeiro significado do natal. Jesus é o verdadeiro motivo pelo qual celebramos. Ele veio pra nos salvar, mas pouquissimos lembram disso. O presépio é muuuuito mais importante do que a árvore de natal e o noel.

Mas fazer oq né?
boa semana

Caio Lima disse...

e natal também é época de reforçar a ideia (que tem q ser colocada em prática o ano todo) de coletividade. Hoje em dia está ficando cada vez mais comum o individualismo. O consumismo tá mais importante do que a família.

fiquei muito feliz em encontrar alguém q lembrou de Cristo em algum blog

seguindo ja
fui

HSLO disse...

Super interessante seu blog, gostei muito de conhecer. Parabéns! Vou te linkar em meu blog e voltarei outras vezes.


abraços

Hugo

www.nosso-cotidiano.com.br

Anônimo disse...

De passagem. Abraço

DoUgLaS BaRrAqUi disse...

Ola amigo Paulo,

Estou fazendo convites a uns amigos blogueiros, pessoas que sei que escrevem p/q gostam e amam. Assim sendo, convidei a amiga Junia Lemos e ela me mandou um artigo fantástico. Bem, Gostaria de fazer um convite a vc... pra que também escrevesse um artigo para meu blog, o tema é livre, assim como o amigo paulo também é livre para recusar o convite.

Aguardo respostas.
um grande abraço ao amigo e muitas alegrias em decorrência do sucesso para todos nós!

Jay e Alê disse...

Hey,

Participe com a gente da postagem coletiva. Sobre música. É uma parceria dos Blogs Furo e Ká Entre Nós. Os blogueiros estão convidados a fazer uma postagem sobre seus estilos músicais, o que gostam ou não e a partilhar com a gente sua TOP 5 play list. Nossa última postagem coletiva foi um show. 115 blogueiros participaram. Visite o Ká Entre Nós ou o Furo LM para melhores informações. Ou aqui http://toaquivocetambem.blogspot.com/2009/12/flash-mob-postagem-coletiva.html
Convide seus amigos blogueiros via msn, e-mail, orkut, twitter, torpedo, SMS... vamos fazer a blogosfera vira uma grande MTV com os mais variados estilos.
Abraços
Jay

DoUgLaS BaRrAqUi disse...

Bom de mais meu caro amigo,
pode enviar para o mail
ambientalhistoria@gmail.com

aguardo anciosamente, manda também suas referências p/ eu postar no final do seu artigo.

Um grande abraço ao amigo!

dand disse...

Tô Esperando seu próximo post...CADÊ?? Rss...