quarta-feira, 9 de maio de 2018

ADOLESCENTES, LEIAM COM CALMA.




A taxa de jovens adolescentes que se suicidam tem aumentado no Brasil. De 2002 pra cá, esse número chega a quase 10%. Jovens, presta atenção, leia com calma.

Esta etapa da vida é a hora de começa-la e não de terminá-la. Às vezes nossa cabeça vira uma verdadeira bagunça. Surgem sentimentos e cobranças, exigências e medos, surgem algumas apostas que fizeram para nós e isso gera um conflito cruel.

Algumas situações nem você, nem seus pais, nem seus amigos vão entender e isso será normal, porque você está crescendo e amadurecendo. Por outro lado, seus pais estão envelhecendo e você precisa compreender isso. Você está chegando e eles estão indo. Seja paciente com você mesmo e com eles, pois você é o maior patrimônio deles.

A incerteza e a insatisfação com quase tudo que te rodeia será constante, mas isso não é o fim. Na vida não teremos certeza de quase nada e a insatisfação é um dos sentimentos que nos faz manter vivos. O vazio que você sente às vezes, não é solidão. É vazio mesmo e cuidado para não preenchê-lo com o que não pode preencher.

Às vezes dói e a gente chora. Chore, não tem nada de estranho. Escuta, a vida precisa ter um sentido construído todos os dias: estude, trabalhe, cultive seus amigos, tenha orgulho de suas conquistas ainda que pequenas, leia bons livros, converse, desabafe, namore (se tiver sentimento), erga usa cabeça e não gaste sua energia emocional com o que não compensa.

Eu sei, são tantos sonhos planejados e não se mutile se eles não se realizarem. Na vida, nem sempre iremos ganhar. Não tente resolver suas angustias com as drogas, por exemplo, elas somente irão te prejudicar. Nunca esqueça que sempre há uma solução para o que parece impossível. Tirar sua vida, jamais.

Ao seu redor, tem pessoas que te amam e seria difícil demais continuar vivendo sem a sua companhia. Combinado? Se precisar de um ombro e de alguém que te escute, vença a timidez e procure.

Já Já tudo isso passa!


Paulo Veras é psicólogo clínico e organizacional, psicanalista, pedagogo, escreve e faz palestras, especialista em educação especial e inclusiva, especialista em docência do ensino superior e professor universitário em Goiânia-GO.

Nenhum comentário:

SE TE APAGA, NÃO TE APEGA

Com o tempo vamos conseguindo nos desapegar. É um exercício quase que diário e que requer uma boa dose de consciência. Quando temos a...